Linhas de pesquisa

1) Representações sociais e educação

Caracterização do campo de estudo, estatuto epistemológico, história, fenômeno, conceito e teoria. Intersecções com a educação. A área educacional e as representações sociais justificadoras das práticas. Estudos e intervenções. Contribuições teórico-metodológicas da teoria das representações sociais para a pesquisa em educação.


1. Divaneide Lira Lima Paixão
2. Fátima Cruz
3. Tereza Cristina Siqueira

 

2) Representações sociais, saúde, qualidade de vida e meio ambiente

Esta linha focaliza o estudo das construções psicossociais, traduzidas em representações sociais, nos campos de conhecimento da saúde, qualidade de vida e meio ambiente, estando esses em articulação ou tratados separadamente. Os eixos privilegiados pelas pesquisas são: representações e práticas populares de saúde e qualidade de vida; processo de trabalho e práticas profissionais nas instituições de saúde; construções psicossociais de doenças e de grupos vulneráveis; determinação psicossocial da qualidade de vida na sua relação com o meio ambiente; constituição das memórias e desenvolvimento das políticas públicas de saúde e meio ambiente; percepções dos modelos e políticas de gestão de saúde e meio ambiente; formulação de modelos participativos de gestão de saúde e meio ambiente. Quanto as orientações teórico-metodológicas abarca, além da teoria geral, as três abordagens complementares das representações sociais, associadas as suas técnicas privilegiadas de estudo.


1. Zeide Trindade


3) Representações sociais, direitos humanos e exclusão social

Investiga as relações entre grupos, os processos de exclusão na sociedade brasileira e as representações sociais no âmbito dos direitos humanos. Interessa aqui as implicações da exclusão social no debate acerca dos direitos humanos, bem como os impactos do processo de exclusão sobre as relações humanas. Entre os eixos temáticos interdisciplinares que adota estão: adolescência e violência; relações de gênero e diversidade social.


1. Dalila França
2. Divaneide Lima Lira Paixão
3. Fátima Cruz
4. Leoncio Camino
5. Marcia de Melo Martins Kuyumjian
6. Marcus Eugênio Oliveira
7. Maria Stella Grossi Porto
8. Tereza Cristina Siqueira


4) Desenvolvimento teórico e metodológico da teoria das representações sociais

1. Adriano Roberto Afonso do Nascimento
2. Denis Naiff
3. Divaneide Lima Lira Paixão
4. Luciene Naiff
5. Marcus Eugênio Oliveira
6. Tereza Cristina Siqueira


5) Comunicação e novas tecnologias

1. Raimundo Gouveia


6) Feminismos, gênero e representações sociais

A linha de pesquisa “Estudos feministas e de gênero” pretende integrar à análise das representações sociais a problemática da construção e instituição da “diferença sexual” no social e na própria produção do conhecimento. Objetiva, portanto, incorporar as teorias feministas à análise das representações sociais que fundam a instituição do sexo social em sua historicidade. A categoria “gênero” significa um destaque das próprias elaborações teóricas feministas, cuja visibilidade é maior no meio acadêmico; ao tomar como base, porém, o binômio sexo /gênero obscurece o processo de diferenciação sexual e recai na naturalização de papéis sociais. Questões, entre outras, a serem debatidas à luz das teorias de representações sociais.

 

1. Ana Lúcia Galinkin

2. Tânia Navarro-swain

3. Zeidi Trindade

4. Susane Rodriguês de Oliveira

5. Liliane Maria Macedo Machado 


7) Representações sociais e memória

As representações sociais além de exercerem uma influência sobre o que deve ser conservado na memória social e o que deve ser lembrado, respeitando a importância desses fatores para o grupo social, estão a serviço da identidade do grupo e do indivíduo social. Pertencendo aos registros do pensamento social, a representação e a memória devem ser, cada vez mais, vistas como processos que se somam no entendimento do indivíduo na qualidade de ser social. Esta linha se propõe ao desenvolvimento de um campo de pesquisa psicossocial no domínio multidisciplinar contemporâneo de estudo da memória, a partir da apropriação crítica de contribuições da psicologia e de outras ciências humanas e sociais, de uma articulação privilegiada com a perspectiva teórica das representações sociais e da atenção às peculiaridades da investigação empírica em psicologia social.


1. Adriano Roberto Afonso do Nascimento
2. Denis Naiff
3. Fátima Cruz
4. Luciene Naiff
5. Marcia de Melo Martins Kuyumjian
6. Marcus Eugênio Oliveira


8) Representações sociais, identidade e alteridade

1. Adriano Roberto Afonso do Nascimento
2. Ana Lúcia Galinkin
3. Dalila França
4. Denis Naiff
5. Luciene Naiff
6. Marcia de Melo Martins Kuyumjian
7. Marcus Eugênio Oliveira
8. Maria Stella Grossi Porto
9. Raimundo Gouveia
10. Zeidi Trindade


9) Preconceito, racismo e grupos minoritários

Esta linha de pesquisa desenvolve investigações sobre temas que são objeto de estereótipos, discriminação e preconceito entre grupos minoritários. Os pressupostos teóricos que norteiam os trabalhos realizados decorrem das Teorias da Identidade Social, do Conflito Realístico, das Teorias sobre as novas formas de expressão do preconceito e da Teoria das Representações Sociais.


1. Ana Lúcia Galinkin
2. Dalila França
3. Fátima Santos
4. Leoncio Camino
5. Raimundo Gouveia


10) Representações sociais, democracia, violência e segurança pública

Esta linha visa investigar o conteúdo, estrutura e processo de construção das representações sociais de violência, relações entre violência e políticas públicas, com ênfase para as políticas de segurança em sua relação com os processos de construção/consolidação da democracia. São consideradas as diferentes dimensões da violência e da segurança pública e sua relação com as práticas coletivas referentes a esses objetos sociais, e as ações políticas desenvolvidas para o seu enfrentamento em segmentos sociais diversos.


1. Fátima Santos
2. Marcus Eugênio Oliveira
3. Maria Stella Grossi Porto